Duas Terras de Aqui

Por Luis César Souza (Do seu mais recente livro, DUAS TERRAS DAQUI) É como se fossem dois planetas: um olhando pra cima (aonde?), outro para baixo (aonde?). Um vê o outro, mas o outro não vê o um. O outro está preso à terra, materrea, o um mira a Terrah, um lugar inexistente, somente presente … Continuar lendo Duas Terras de Aqui

Formas Pensamentos

Por Kenio Nogueira, extraído “Abracadabra da Vida” Às vezes me perguntam Por que eu escrevo É que com os olhos tudo vejo Ponho pra dentro… E com palavras Solto um alento Aquilo que sinto faz palpitar o coração Forma um pensamento O pensamento faz vibrar o órgão Que me da discernimento Aos poucos…entendo Com o … Continuar lendo Formas Pensamentos

Que me continua…

Compositores: Arnaldo Antunes / Edgard Scandurra Se ando cheio, me diluaSe estou no meio, concluaSe perco o freio, me obstruaSe me arruinei, reconstruaSe sou um fruto, me roaSe viro um muro, me ruaSe te machuco, me doaSe sou futuro, evoluaVocê que me continuaVocê que me continuaVocê que me continuaSe eu não crescer, me destruaSe eu … Continuar lendo Que me continua…

Que porra de verdade é essa?

Por Adriano Amaral Acho importante esclarecer, essa tal e famosa “verdade” tão apregoada e repetida Como que usando o nome de Deus em vão… Fui alvejado recentemente por uma série de “verdades”, transfiguradas de mentira… Que porra de verdade é essa? Onde ela anda que ninguém vê? E ainda assim todo mundo se arroga a … Continuar lendo Que porra de verdade é essa?

Noites Aghartinas

Por Adriano Amaral, 20/09/2021 – Dia da Apoteose Numa dessas noites, nos rincões mato-grossense  Onde as estrelas anunciam sua chegada Os auspiciosos marcianos, impulsionando a criação Só os arianos loucos sabem, o poder de Marte sobre eles Um rio, uma praia, rio das Mortes e das Vidas, vidas bem vividas Um banho, um trago, um … Continuar lendo Noites Aghartinas

Afetar-se

Por Adriano Amaral Ausente quando se mais precisa Mas sempre lá quando menos espera-se Problema seria em não tê-lo? Ou esperar quando ele não esta lá… Na sua ausência, o que brota? Sua busca, em cada olhar, toque, chamego, chêro Cheirar-te, abaianando-se O eterno lamentar de não tê-lo Quando será que virá? Porque esperá-lo por … Continuar lendo Afetar-se

Semeadouro

Por Luis César Souza Extraído do 8o Livro do autor – “Duas Terras Daqui” Se fosse um guardador de rebanhos e uma ovelha fosses do meu pastoreio buscaria que as estrelas indicassem-me onde te desgarraste e te mostraria o caminho de volta aos teus Se então uma criança na roda ciranda e outra tu a … Continuar lendo Semeadouro

Under Ben Bulben

BY WILLIAM BUTLER YEATS Contribuição de Vitor Tokoro Extraido da: https://www.poetryfoundation.org/poems/43298/under-ben-bulben Imagem da: https://en.wikipedia.org/wiki/Benbulbin#/media/File:Benbulbenmount.jpg I Swear by what the Sages spoke Round the Mareotic Lake That the Witch of Atlas knew, Spoke and set the cocks a-crow. Swear by those horsemen, by those women, Complexion and form prove superhuman, That pale, long visaged company That … Continuar lendo Under Ben Bulben

Nunca é tarde

Por Vitor Tokoro 31-mar-2021 / 08:02 nunca é tarde. no entanto, quanto antes começarmos a nos conhecer, a nos saber indivíduos, lidar com a psique, as emoções, reações, mais proveito podemos tirar da vida, aproveitar a potência da juventude, que a tudo transforma em libido e desejo. daí pode florescer o amor, o início de … Continuar lendo Nunca é tarde